sábado, novembro 05, 2005

Linhas abandonadas

Depois de ter lido este post no Ondas, recordei-me de um jardim existente e de um outro ainda em fase de projecto.


Promenade Plantée | foto de promenade-plantee.org

A Promenade Plantée, em Paris, foi construída em 1988 numa antiga linha férrea que atravessa o 12è Arrondissement, desactivada em 1969. Partindo da Bastille, perto do centro da cidade, até ao Bois de Vicenne, é ladeada de canteiros estreitos e plantada com árvores e arbustos, que proporcionam vistas invulgares dos edifícios circundantes e a quem passeia acima do bulício da cidade. Nas arcadas, o Viaduc des Arts, abriga lojas e ateliers diversos.


The High Line | foto de nyc-architecture.com


The High Line | foto de thehighline.org

Em Nova Iorque, a High Line, situada na zona oeste da cidade, foi construída em 1930 para acabar com os problemas causados pela linha então existente na 10th Avenue ou “Death Avenue”, assim baptizada pelo número de acidentes ocorridos entre trânsito, peões e comboios de carga. A linha foi desenhada para atravessar edificios e não colidir com o traçado das ruas, eliminar passagens de nível existentes e dando mais 16 hectares ao Riverside Park, ligando assim o porto directamente as fábricas e armazéns em Nova Iorque e Albany. Com o aumento dos transportes rodoviários nos anos 50, a linha entrou em declínio,tendo alguma secções sido demolidas para dar lugar a edifícios nos anos 60, deixando definitivamente de ser usada para o tráfego ferroviário nos anos 80. Desde o seu abandono e vedada aos habitantes, a natureza foi tomando conta do espaço existente, dando um ar surreal mas agradável a este bairro nova-iorquino, com prados e floresta a crescer acima das ruas, entre os edificios. Muito se discutiu sobre o seu futuro, tendo quase sido demolida na sua totalidade, mas em 2001, os Friends of the High Line (FHL) propuseram a sua preservação como espaço de interesse público, apresentando um estudo sobre a viabilidade de se converter numa zona verde. Depois de se terem garantido a sua continuidade e fundos para a sua execução, em conjunto com o Estado de Nova Iorque, foi aberto um concurso para escolher a equipa que vai conceber o projecto de reconversão desta área singular da “Big Apple”.

1 Comments:

Blogger OLima said...

Muito interessante. Isso é que foi investigar! Abraço. Octávio Lima (ondas2.blogs.sapo.pt)

quarta-feira, 09 novembro, 2005  

Enviar um comentário

<< Home

Listed on BlogShares