domingo, agosto 07, 2005

Planta do mês - XVI



Roystonea oleracea - Arecaceae


Palmeira-Imperial

Palmeira tropical ou subtropical solitária, originária das Caraíbas. Tem um tronco sólido, de cor branca, atingindo mais de 20 metros de altura. Prefere solos húmidos ou pantanosos com boa exposição solar. De crescimento rápido, propaga-se por sementes.

Quando D. João, ainda Príncipe Regente, mudou a corte de Lisboa para o Rio de Janeiro em 1808, devido à iminente invasão de Portugal pelas tropas de Napoleão, criou na nova capital imperial um Jardim de Aclimação, o percursor do actual Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ). Entre as primeiras plantas trazidas para o jardim, vindas das ilhas Maurícias, do Jardin La Pamplemousse estava um espécime de Palmeira-Imperial, ou como ficou conhecida, Palma Mater, plantada por D. João que a visitava regularmente para observar o seu desenvolvimento. Quando floresceu pela primeira vez em 1829, o director do Jardim, Serpa Brandão, ordenou que as sementes fossem queimadas. A Roystonegia era na altura monopólio do Rei. Os escravos colhiam-nas e vendiam-nas em segredo, levando a que tenha sido cultivada no Rio de Janeiro e um pouco por todo o Brasil. A palmeira de D. João VI sobreviveu até 1972, quando foi atingida por um raio. O JBRJ plantou no seu lugar outro exemplar a Palma Filia, germinada a partir de sementes obtidas da planta original.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

GOSTARIA, POR GENTILEZA, DE SABER QTO CRESCE AO ANO A Roystonea oleracea, PALAM MATER, POIS GOSTARIA DE PLANTAR ALGUMA ESPÉCIE PARECIDA QUE NÃO DEMORASSE MUITO A CRESCER!
OBRIGADO!

quinta-feira, 08 dezembro, 2005  
Anonymous Anónimo said...

Seu crescimento pode ser considerado rápido, aprox. 40cm de tronco por ano.
Para se ter uma ideia, uma Roystonea oleracea plantada diretamente no solo tem aprox.5,0m de altura, do chão ao topo da copa com apenas 4~5anos de idade.

quarta-feira, 24 dezembro, 2014  

Enviar um comentário

<< Home

Listed on BlogShares